BlogueSobre mim

Autodidática

Autodidática é a didática para ensinar a si mesmo, é a capacidade de ensinar a si, conduzindo o processo de ensino e aprendizado de maneira livre, tendo também a capacidade de instruir-se sem o auxílio de um mentor ou de professor.
A pessoa que usa a autodidática é autodidata.
A própria pessoa, com seu esforço individual e particular intui, busca e pesquisa o material necessário para a sua aprendizagem.
A única desvantagem que eu via no autoditatismo era a falta de um certificado oficial ou alguma comprovação teórica, no entanto, graças a sistemas de estudos online, a pessoa autodidata pode fazer testes que comprovem seu conhecimento e assim adquirir certificados sem a necessidade de ter feito cursos.
Inclusive, devido à atual expansão de sistemas educacionais on-line, o autodidatismo tem sido tema de diversos estudos acadêmicos. Esses estudos visam compreender essas práticas pedagógicas, assim como a relação entre o uso de tecnologia e a concepção de conhecimento e educação envolvidos no processo de aprendizado.

Rowan Atkinson é ator, escritor e comediante.

Várias personalidades históricas e famosas ficaram marcadas por serem autodidatas: Abraham Lincoln, Jimi Hendrix, Ray Bradbury, Machado de Assis, José Saramago, Leonardo da Vinci, Bill Gates, Rowan Atkinson, Alexander Graham Bell, Stanley Kubrick, Woody Allen, Henry Ford, Charles Dickens, Carolina de Jesus, Walt Disney e Albert Einstein são alguns exemplos mais conhecidos.
O aprendizado mais difícil para um autodidata é aprender a ler a primeira vez, ou seja, aprender a sua própria língua, já que é a base para um vasto mundo de aprendizados. A partir do conhecimento em leitura e interpretação textual, o autodidata poderá percorrer sozinho quanto conhecimento tiver a necessidade ou a curiosidade em aprender.

Doutora Honoris Causa, Carolina de Jesus foi escritora, compositora e poetisa.

Outras línguas, conhecimento técnico ou científico poderão ser aprendidos e ensinados a quem também precise de tais conhecimentos… E foi assim que o mundo evoluiu, foi assim que aprendemos sobre anatomia, física, matemática e até mesmo sobre outros planetas.

São características gerais de um autodidata: a curiosidade, o destemor em aprender e a disposição para encarar tais desafios, visto que há aprendizados práticos e teóricos, que tem dificuldades diferentes.

Pessoalmente, incluo entre essas características a independência, pois para mim é fator primordial não depender ou precisar de outra pessoa para aprender algo, pois sou grato ao autodidatismo e à essa fome de aprender, pois grande parte do conhecimento que tenho aprendi sozinho, começando há muito tempo pela leitura quando ainda nem tinha 4 anos de idade.

Segundo minha saudosa mãe, eu costumava vê-la lendo revistas e livros e ficava curioso para saber o que tinha ali, pois não entendia o que era dito naqueles símbolos estranhos. Depois dela ter explicado o que era, eu fui perguntando o que eram as letras, depois o que eram as sílabas e, com uma revista em quadrinhos, fui lendo e tirando dúvidas com ela.

Claro que cometi diversos erros de leitura, mas já conseguia ler bem ainda na pré-escola, tanto que a escola sugeriu aos meus pais que eu pulasse alguns anos, indo direto para o primeiro ano do ensino fundamental, mas eles não aceitaram, pois acharam que seria demais para mim e eu não teria maturidade para estudar com crianças 2 ou 3 anos mais velhas do que eu, todavia permitiram que eu pulasse um ano.
Passei grande parte da minha infância lendo, li vários livros e enciclopédias que me influenciaram e me serviram de base de conhecimento para muito do que vim aprender depois.

Sou grato aos meus pais por terem me estimulado e dado suporte, inclusive com tantos livros e material para leitura, pois isso foi fundamental para a minha formação como adulto, me despertando o gosto pela leitura ainda tão jovem, assim como o desejo de ser escritor.

One thought on “Autodidática

Deixe um comentário