BlogueProsa

Gêneros da prosa

Sou naturalmente um contista, pois sempre tive facilidade para escrever histórias curtas — às vezes de forma muito resumida — e tive que treinar, me reeducar e aprender a escrever com calma, sem pressa de acabar, para poder escrever novelas e romances.
Mas, afinal, o que é o conto, a novela e o romance?
Ambos são gêneros literários em prosa, pertencendo ao gênero narrativo ou épico, mas são diferentes em tamanho e forma.

O conto é o texto mais curto — ou deveria ser — e apresenta poucos personagens em relação à novela e ao romance, podendo ter apenas um personagem. O tempo e o espaço da ação são limitados e a ação acontece em apenas um conflito. Essas outras características do conto são muito importantes, pois é possível que um conto seja mais longo do que uma novela curta, por exemplo.
Lembro de ter lido certa vez que “o conto é uma história de uma lida só”, todavia existem contos de mais de 100 páginas que, dependendo da disposição ou do tempo disponível, o leitor precisará ler em mais de uma “lida”.

A novela tem uma similaridade com o conto: gira em torno de um conflito ou trama; porém ela pode ter outras histórias menores na trama que acontecem ao mesmo tempo e todas podem se encontrar.
O mais comum é que a novela seja contada de forma sequencial, linear, mas podem existir exceções. A novela usa o tempo histórico, baseado no relógio e no calendário, tem pluralidade de espaço e pode ter mais personagens do que o conto, já que tem pequenas histórias acontecendo além da trama principal.
Uma outra característica da novela é ser dividida em capítulos, sendo comum que um capítulo relembre acontecimentos dos anteriores, como acontece nas telenovelas. Aliás, as telenovelas são uma boa base para entender o que é uma novela. As tramas menores com personagens de menor importância podem ser chamados de núcleos menores da história.
Stephen King, o Rei do Terror, escreveu IT como sendo uma novela, apesar dela ter elementos para ser um romance de terror.

O romance é um gênero vasto que não conta apenas histórias de romances, ou seja, de amor, há romances policiais, romances de terror, romances de suspense e muitos outros. O romance é um gênero que oferece uma história de formato mais longo e mais complexo que os anteriores, portanto pode ter mais ações, mais histórias e mais personagens, ou seja, mais núcleos. Inclusive pode ter mais de uma trama principal. Apesar da novela poder ter tramas menores, o romance tem essas tramas menores ou paralelas de forma natural.
É incomum não dividir o romance em capítulos, já que é uma história longa, assim como também tem espaço e tempo definidos, mesmo que o tempo seja subjetivo ou não-linear, diferente da novela.
O romance é o gênero mais difundido no ocidente, apesar de nos Estados Unidos ter muitos escritores que se definem como novelistas, cujas obras são chamadas de “novels”, ou novelas em português.
Uma das maiores escritoras de romances policiais foi Agatha Christie, que também escreveu contos.

Obviamente, as fronteiras de cada gênero não são definitivas e há uma área “cinza” em que se mistura conto com novela e novela com romance, o que permite ao escritor ou à escritora definir que tipo de obra escreveu.

Deixe um comentário